sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

,,amores,,,

AMORES

Amar, algo almejado
Sempre desenfreado
Bate-nos alentos esperançados
Alimentando o desejado.

Quando almejado e acarinhado
“Arde” em comunidade
Fundindo os estados
Tão enleados.

Amores, filhos de paixões,
Criadores de lindas emoções
Alimentando esbeltas fruições
Aquecendo os corações.

Amar, algo universal
Desígnio intemporal
Alegra-nos a moral
Superando o mortal.

Quando o vislumbramos
Sentimos e incorporamos
Somos humanos
Que nos amamos !


José Carlos Albino
Messejana .
À R. !

3 comentários:

  1. Zé ! Poema maravilhoso .

    ResponderEliminar
  2. Muito me engano ou o meu "velho" amigo está apaixonado!? Marcos Aguiar

    ResponderEliminar

 
Acessos: